2007/02/14

Leitores.2


As vestes brancas, a barba cuidada, branca também. Os padrões abstractos, enchendo todo o espaço, criando o espaço à sua passagem, à sua expansão. Sentado no chão, contra o rebordo de uma parede. Não é na parede o seu apoio. Toda a imagem é concentração. Os olhos perdendo-se no que contemplam. Megulhado. A palavra nas mãos, os olhos na palavra.

1 comentário:

Jarreta disse...

Pois, é a concentração islamica no seu melhor: é a imagem pura de profunda meditação, a contemplação êxtasiada de uma outra realidade que não esta, tão cheia de maldade, ganância, ódios e guerras.
Esta foto fez-me partir para um mundo de sonho.